Eder Brito é o vencedor do Festival Enchefs Pará 2021

Com o prato “Filhote com espaguete de palmito e castanha do Pará”, o chefe venceu o concurso e vai representar o Pará no Prêmio Dólmã

Chef Marcia Sarmento, Chef Vanja Rodrigues, Chef Eder Brito e Chef João Victor Almeida (Crédito da foto: Ericka Hozana).

O Chef Eder Brito representou muito bem o município de Cametá no Festival Enchefs Pará 2021, com coordenação da Chef Vanja Rodrigues, realizado nos dias 01 e 02 de outubro, na Universidade da Amazônia (UNAMA). Com o prato “Filhote com espaguete de palmito e castanha do Pará”, Eder levou o primeiro lugar no concurso e agora vai representar o Pará no Prêmio Dólmã, o prêmio máximo da Gastronomia Brasileira, que esse ano será aqui no estado, dos dias 1 a 3 de dezembro, e reunirá competidores de todo o país.


Disciplinado e cuidadoso na seleção dos alimentos e manuseio dos utensílios, a receita feita pelo Chef o faz recordar as boas lembranças da infância e adolescência. “Procurei montar um prato em cima dessas lembranças. Minha avó sempre fazia peixe assado na folha da bananeira e hoje, com o conhecimento que tenho na gastronomia, estou resgatando essa culinária fazendo uma releitura dessa receita usando o nosso filhote”, disse Eder.


Quando ouviu o resultado do concurso, o Chef ficou muito emocionado e agradeceu a todos os amigos e incentivadores do trabalho que vem desenvolvendo há anos. “Meus amigos sempre me apoiam muito e o gestor de Cametá também. Com humildade, e o caráter sempre íntegro, a gente consegue vencer. Posso chegar no topo, mas as pessoas sempre vão ver esse Eder humilde que eu sou”, afirmou.

Chef Eder Brito e os jurados Clélio Miranda, Herlander Sissionalilvio Andrade, Keila Cardoso, Rosiane Rodrigues, Greyce Silva com a organizadora do festival, Vanja Rodrigues, o Chef Manoel Rodrigues e Igor Assis, representante do Senac (Crédito da foto: Herlandi Gomes).

O Chef sempre foi apaixonado por gastronomia. Ainda muito jovem teve que aprender a cozinhar, porque a mãe trabalhava o dia todo e os dois irmãos moravam longe. “Cheguei a abrir um empreendimento de venda de marmita em casa, mas decidi fechar e mudar de Cametá para estudar gastronomia em Belém, isso em 2017. Quando cheguei em Belém, trabalhei em vários restaurantes. Estudava de manhã e trabalhava à noite nos restaurantes. Isso me ajudou a ter mais técnica e melhorar minhas habilidades Sempre digo que estou em constante aprendizagem”, disse Eder.


As expectativas do Chef para o Prêmio Dólmã são grandes. “Sempre sonhei em chegar aonde estou e agora é trabalhar para ir mais longe e conseguir os melhores títulos da gastronomia. Gostaria de dizer às pessoas que estão começando na gastronomia que acreditem no seu potencial e que não tenham medo de tentar”, concluiu o Chef, que é apaixonado por frutos do mar.


O empresário e Chef Clélio Miranda, um dos integrantes da mesa de jurados, parabenizou a vitória de Eder Brito e se sentiu honrado em fazer parte do evento. “O concurso foi bem disputado, mas o Pará estará muito bem representado com os dois que venceram. São dois representantes que estarão divulgando a gastronomia do Pará ao Brasil e ao Mundo”, afirmou.


O Site Gastronomia Paraense foi um dos apoiadores do evento. Rosiane Rodrigues, CEO do site, foi convidada a fazer parte da mesa de jurados. "O Festival Enchefs Pará tem grande força na representatividade da nossa gastronomia e ficamos felizes em apoiar um evento dessa magnitude e em fazer parte da grande responsabilidade que é escolher dois Chefs para nos representar no Prêmio Dólmã. A Chef Vanja Rodrigues se doou ao evento e vimos que fez tudo com muita competência. O Gastronomia Paraense está aqui para incentivar a difusão da nossa cultura gastronômica", disse a empresária.


Chef Vanja Rodrigues com Rosiane Rodrigues (CEO do Gastronomia Paraense) entregando a premiação ao Chef João Victor Almeida (Crédito da foto: Ericka Hozana).

Junto com Eder Brito, o Chef João Victor Almeida, que ficou em 2º lugar do Enchefs deste ano, com o prato Peixe YVY Porã, também vai representar o estado no Prêmio Dólmã 2021. “Prometo ao povo paraense que vou para cima no prêmio Dólmã e representar muito bem o Pará. Com essa premiação, só tive a certeza que nada vem fácil nessa vida. Desde quando eu perdi a minha mãe, eu tive que aprender a cozinhar e minha vó me deu toda essa base de cozinha. Acabei gostando e seguindo esse caminho. Sempre tive vontade de fazer gastronomia e elevar minha carreira e vou buscar isso não apenas aqui no Enchefs, mas em todos os concursos que aparecerem eu puder fazer”, disse o Chef, emocionado.


A Chef Marcia Sarmento ficou em 3º lugar no concurso. Com o prato Aturiá, a Chef levou uma receita cabocla cheia de muitas cores e sabores. “Estar em 3º lugar é muito gratificante para mim. É claro que todos nós almejamos chegar em primeiro lugar, mas chegar até aqui não foi fácil, foi muito difícil, e estar entre os três primeiros vale muito para mim. Estou muito emocionada com tudo o que aconteceu e vamos dar apoio aos amigos que vão representar o Pará no prêmio Dólmã”, afirmou.


Na galeria de fotos, abaixo, você acompanha alguns momentos do evento, que teve abertura com palestra de Miguel Picanço e Aula Show com o Chef Clélio Miranda, Chef Herlander Sissionalilvio Andrade e o Batender Ronildo Palheta, no primeiro dia. No segundo dia foi o concurso gastronômico.


Patrocinadores e apoiadores do evento:


- Sabor e Saber Cozinha Experimental.

- Fratelli Imobiliária.

- UNAMA - Universidade da Amazônia.

- Instituto Multidisciplinar.

- Gastronomia Paraense.

- Boteco do Camarão.

- Essencial Vita.

- Senac.



Em breve o Gastronomia Paraense trará mais informações sobre o Prêmio Dólmã deste ano.