1/19
Banner Site .png

Mirakuru; gastronomia internacional em Belém

No espaço, amantes da gastronomia internacional conseguem vivenciar a experiência de sabores sem sair do estado

Crédito da foto: Mirakuru.

O Mirakuru Street Food, empreendimento gastronômico de comida internacional e que atende os clientes em uma bicicleta, foi criado pelo chef Thyago Guarany para trazer aos paraenses as experiências da culinária internacional, como a asiática, mexicana e americana. Com modelo de negócio inovador, o cardápio do Mirakuru varia semanalmente e oferece um prato por dia, de segunda a sexta-feira, mudando o sabor toda semana.


O prato do dia sempre é postado no perfil do chef no Instagram, por volta das 9h da manhã. O estabelecimento funciona apenas por meio de reservas agendadas, no site mirakurubelem.as.me.


Sem ligação por laços familiares com a gastronomia japonesa, o chef Thyago se aproximou da cultura, costumes e gastronomia oriental por crescer assistindo animes e seriados japoneses de heróis. “Tenho uma memória afetiva muito grande por eles (pratos). Daí que vem o julgamento se está parecido ou não, e se não estiver, a gente não serve”, disse.

A proposta do Mirakuru é servir a comida mais fidedigna possível do país de origem. “Não fazemos nenhum tipo de adaptação, como suavizar a pimenta. A gente tenta servir os mesmos pratos com os ingredientes que temos, com as mesmas notas, os mesmo sabores, sem fugir do original”, explicou.


Crédito da foto: Mirakuru.

Para o chef, um dos diferenciais do empreendimento é colocar a comida em primeiro lugar. “A gente trabalha muito para que a comida no nosso restaurante seja sempre o principal. No restaurante, a gente tem o marketing, contabilidade, atendimento ao cliente e várias outras coisas, o que poderia acabar sendo uma fuga ao foco. Com o método de trabalhar com reservas, e um prato por dia, a gente acaba abrindo o local com praticamente todas as reservas feitas, o que possibilita uma maior atenção à comida”, afirmou.


Os pratos de maior sucesso são os de segunda-feira e quarta-feira. “Segunda-feira é feito o Lámen e às quartas-feiras a Yakissoba. O macarrão é feito na casa, o caldo demora várias horas para cozinhar, o ovo demora várias horas para marinar, nós temos um cuidado bem grande para deixar o mais artesanal possível. Acredito que esse seja um dos motivos do sucesso dos pratos”, disse.


Segundo o chef, o modelo de negócios é um sucesso. “Somos uma bicicleta de rua, fazemos uma comida de muito boa a excelente, só trabalhamos por reserva, esse modelo é raro de encontrar em qualquer lugar do mundo. A gente já abre com tudo vendido em grande parte dos dias, então nossa demanda é igual à nossa oferta, não temos desperdício. Os funcionários ganham mais do que o piso salarial e trabalham felizes. Não abrimos no final de semana, pois acredito que os finais de semana são feitos para serem curtidos com a família, não queremos os funcionários fazendo comida tristes ou chateados”, concluiu.


Para conhecer melhor o Mirakuru, siga @thyagoguarany.